quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Virtudes e a água benta


Já pensou em suas virtudes? Quando era solteira, eu me achava sem muitas virtudes. Antes de casar, li um livro que falava sobre a mulher de provérbio 31. Normalmente se acha meio impossível ser virtuosa, ser diferente das demais, fazer com que seu marido veja REAL diferença em você. Com certeza ele já acha muitas qualidades que você não vê e por isso se casou, mas... porque será que a gente tem dificuldades de ver e ser virtuosa.

As qualidades que temos mudam depois que a gente casa. Porque como somos mulheres o papel se inverte. Antes quem manda é a mãe, é ela quem nos ajuda a organizar os eixos do lar. Agora, é como se fosse: toma que o filho é teu! Quem coordena o lar somos nós. Mulheres.

Algumas como eu sem nenhuma experiência real da vida a dois, das rotinas, dos problemas. Uma coisa é certa, somos seres adaptáveis. E me adaptei. Claro que muitas vezes me pego totalmente desvirtuada, desiquilibrada. É difícil ser virtuosa, muito difícil.

Mas uma coisa que nunca vou me esquecer é de uma palavra que eu ouvi uma vez...

Água benta, conhece? Pois é, quando se vê no desespero e que vai falar coisas totalmente desnecessárias (isso acontece muito, no calor do momento) o jeito é apelar pra ela. Como, você me pergunta. Facin uai. Vai até a cozinha, pega um copo de água e enche a boca. Fica segurando até a vontade de falar abobrinhas passar. Depois você pode cuspir.

Melhor coisa é deixar pra conversar quando se está calma. Melhor coisa é racionalizar. Estou aprendendo mais esta virtude.

Um comentário:

  1. Layout novo ameiiiii...Amiga ser mulher virtuosa da uma canseira hehe mas tem que persistir um dia a gente chega lá!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...