quarta-feira, 23 de julho de 2014

Contando para os pais...


Depois que fizemos o teste de farmácia decidimos fazer o de sangue, pra ter certeza absoluta que tinha dado positivo. Então a terceira pessoa a saber da gravidez foi minha querida ginecologista, chamei ela no facebook (isso não é divino?) Falei que tinha dado positivo o de farmácia e que eu tava animada! A conversa foi mais ou menos essa:

Eu: -Oiiiii! fiz um testinho hj e deu positivo, aiiii tô animada e nervosa...marco uma consulta? tipo urgente?
Ela: - Eeeeeeeeeeeeeeeee! Respira.. Teste de farmácia ou de sangue?
Eu: - Aqueles de farmácia mesmo
Ela: - Então faz o de sangue agora..pega uma guia. Se confirmar o positivo avisa a secretária, ela te dá todos os primeiros exames da gravidez e agenda uma consulta.

Gente e o Beta HCG é um dos exames que fica pronto com a maior velocidade que eu conheço. E não precisa estar em jejum nem nada, só ir lá e fazer. No dia seguinte (3/7) de manhã fiz o teste, às 15 hrs entrei no site e já tinha o resultado. E então foi pelo Gtalk que confirmei com o Her: - AmoOOOoor, deu positivo, mesmo! (Sei lá mas vai que desce negativo né?)



E então decidimos que no mesmo dia contaríamos para a minha mãe e meu padrasto e para os pais dele. Lá fomos nós preparamos uma fotinho especial e compramos dois porta retrato para entregar pra eles numa caixinha. Sem que eles desconfiassem. No fim por erro da copiadora imprimimos só uma foto e então um porta retrato foi com a foto e a outra com o resultado do exame. Fomos primeiro contar para a minha mãe.


Chegando na casa dela, falei que tinha comprado
-O que tá escrito aqui?????
um presentinho pra animar ela. E dei a caixinha. Ela abriu a caixinha e olhou um porta retrato e não entendeu muito bem, aí ela disse: Ai deixa eu pegar o óculos!!! E de início ela não entendeu muito o que era aquele papel: Mas o que é isso? Até que num estalo ela falou: Você tá grávida filha? E então foi um chororô sem tamanho e uma alegria, e contando pra ela parece que a gravidez ficou mais real. E assim a vovó Amélia ganhou mais um netinho ou netinha. Meu padrasto estava no trabalho então ligamos pra ele e a notícia foi por telefone. 

Saindo da minha mãe fomos na casa dos pais do Herbert, a gente teve que achar uma desculpa pra chegar ali assim, de repente... e falamos que tínhamos umas coisas pra entregar. Chegando lá a minha sogra estava tomando banho e nós tínhamos combinado que pra família dele, ele contaria. Esperamos ela sair do banho e o Her foi dar a caixinha. Como essa vovó também tem presbiopia (doença do braço curto) olhou o porta retrato e disse: Ai eu tava mesmo querendo um porta retrato!!!! E o Her: Mãe, lê o que tá escrito! E lá foi a Alvinha (minha sogra) se apoderar de seus óculos. E quando ela leu!!!! Alva e Renato vovôs de primeira viagem!

Eu demorei um pouco mais pra contar pro meu pai e pra Zu, porque meu ie-ie (avô) está internado e bem ruinzinho, e meu pai tem corrido pra visitas na UTI. E eu confesso que tive uma insegurança de ir contar. Coisas de uma gestante emotiva. Mas depois que fizemos a primeira eco corremos ir lá levar. Eles foram os primeiros a ver o formatinho do nosso embrião de 6 semanas e 4 dias. Chegando lá minha madrasta já com aquela carinha feliz... E aí vieram trazer uma boa notícia? E nós: Viemos saber notícia do vô e também dar uma notícia. E ela: É o que eu tô pensando???? E a gente: Éééé, um bebezinho!!!! Meu pai ainda não tinha chego em casa e quando ele chegou, também já tava com aquele sorriso do tipo: Eu sei o que vieram me contar! Fale-me mais sobre isso! hehehe

E gente! Incrível como a notícia de um bebê traz alegria por onde passa. É a vida que se renova, é o presente de Deus de continuarmos a nossa espécie, nosso sangue a continuação da nossa própria vida.

A vida é um dom de Deus! E só podemos agradecer. Eu só posso agradecer.

Obrigada!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...