sexta-feira, 14 de março de 2014

Dia da poesia



Não sei vocês, mas eu tenho dias que fico tão ansiosa, apreensiva que parece que todo aquele sentimento vai me consumir. Foi num dia desses, um dia importante pra mim, há algum tempo atrás que eu escrevi essa poesia.

Este é outro fato curioso sobre mim. Eu amava escrever poesia na época de escola. Seja  no diário ou nas aulas de português. Uma das minhas poesias foi até pra um livro que foi editado na escola. Chique bein! Minha mãe comprou vários livrinhos e distribuía para as pessoas, toda orgulhosa. Aqui tem uma poesia da minha filha!

Sinceramente não acho que escrevo MEGA bem, mas como hoje é o dia da poesia, resolvi publicar a minha última.

Invisível


Por que estou tão ansiosa Senhor?
Sabendo que nada que eu faça
Nada que eu procure modificar
Me ofereça mais do que Tua graça

Sei que os teus planos são os melhores
E que o meu futuro está em tuas mãos
Vem trazer paz e descanso
Para a tua filha que clama em aflição

Quero ser melhor a cada dia,
Aprimora em mim o teu querer
E que eu tenha a certeza
De que não há o que temer

Confio em Ti meu Senhor
Traz a lembrança dos dias bons
Os milagres que fizeste em minha vida
E seu poder de eterna duração

Minha vida e todos os dias que nela há
São seus, entregues de coração
Obrigada pela Tua Salvação
E porque não me sinto invisível no meio da multidão.


Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...