terça-feira, 11 de agosto de 2009

Uberaba, Are baba!


Quando casamos não temos idéia das surpresas que nos esperam. As aventuras, as descobertas. A gente sabe que algo de novo vai acontecer, que a vida será transformada, os caminhos mudam e duas vidas que trilhavam caminhos diferentes devem agora andar lado a lado pelo mesmo caminho. Onde só cabe 2 pessoas.
No meu caminho e no do meu marido as curvas sinuosas estão sendo alinhadas e quanto um tenta dar uma esquivada, vem o outro e passa a orientação correta e assim prossegimos um do ladinho do outro.
É uma delícia ter alguém sempre ao seu lado. Na realidade, sempre com 2 "alguéns" O Espírito Santo e o meu esposo. Dois companheiros que observam meus passos e me guardam.
______
O Herbert procura sempre guardar os meus passos e é por este motivo que todas as manhãs , ou melhor quase todas, ele levanta as 6 da manhã, se arruma e me leva até o centro. Me leva de ônibus, todo o tempo com cuidado, analisando a cada ponto se vaga agum lugar e agiliza tudo pra que eu possa me sentar.
E foi em uma sexta-feira, destas acinzentadas que animados pelo final de semana que se aproximava, e meio embriagado pelo sono acumulado de toda a semana é que na Rui Barbosa o Herbert avista ônibus UBERABA.
- May, o indio que inventou o ARE BABA é o mesmo que inventou o UBERABA.
Sim, isto nos rendeu alguns minutos de boas risadas.
Nós andando no mesmo caminho, rindo em uníssono.
Vida de casados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...